Reitoria volta atrás e nega pagamento do adicional noturno

Em reunião com a pró-reitora de Administração da UFOP, professora Gislaine Santana, no dia 1º de setembro, o diretor da ADUFOP, professor Rodrigo Martoni, solicitou providências acerca do encaminhamento para o pagamento do adicional noturno para os docentes que lecionam após às 22h. A reunião também levantou questões sobre o crescente número de professores voluntários na instituição e o banco de professor equivalente. O assunto adicional noturno já havia sido tratado em reunião com a reitora no mês de maio deste ano, com resposta positiva ao pagamento. Contudo, a ADUFOP foi surpreendida com a informação de que a PROAD manteria o indeferimento do pagamento do adicional noturno da gestão anterior, solicitando ainda manifestação da Procuradoria Jurídica da UFOP sobre a legalidade de tal decisão, conforme resposta neste ofício.

Diante da morosidade na solução do pleito, a diretoria da ADUFOP deliberou pelo ajuizamento de demanda coletiva para a categoria. Também foi decidido que para adiantar o pagamento dos valores retroativos dos docentes, serão propostas ações individuais para cada caso específico perante o Juizado Especial Federal. Para tanto, os docentes interessados precisam fazer download da procuração e encaminhar para a ADUFOP, via email, os seguintes documentos:
1 – cópia do RG, CPF e comprovante de endereço;
2 – ficha financeira dos últimos cinco anos (solicitar na CGP);
3 – horários de aulas lecionadas nos últimos cinco anos após as 22h com assinatura da Chefia de Departamento ou secretário(a) do curso;
4 – procuração em assinada (acesse aqui o modelo da procuração).
Dúvidas e outras informações devem ser enviadas para o email juridico@adufop.org.br.