Diretoria da ADUFOP vai às bases em Assembleias Setoriais

Assembleia Setorial ADUFOP no ICEA – foto: Larissa Lana/ADUFOP

Em setembro, a diretoria ADUFOP foi até às bases percorrendo três campi para realizar Assembleias Setoriais. Mesmo com pautas nacionais e locais importantes para a categoria docente, a participação foi bastante reduzida.

A pauta contava com informes, Grupos de Trabalho, Informe Jurídico e Festa Anual ADUFOP. As assembleias foram realizadas nos dias 5 em João Monlevade no Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas – ICEA (participação de 2 docentes), dia 12 em Mariana no Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas – ICSA (12 docentes) e no dia 19, em Ouro Preto no Instituto de Ciências Exatas e Biológicas – ICEB (7 docentes).
Durante os encontros, a categoria pode traçar estratégias para integrar os professores aos Grupos de Trabalho divididos em: Carreira; Ciência e Tecnologia; Política Educacional; Questões de Classe, Étnico-raciais, Gênero e Diversidade Sexual; Comunicação e Artes.
Temas importantes foram apontados em todas assembleias como a situação do professor voluntário dentro da UFOP para desempenho de atividades típicas do magistério público. Outro assunto destacado foi a adesão compulsória à Fundação de Previdência Complementar de Servidor Público da União – Funpresp.

Assembleia Setorial ADUFOP no ICSA – foto: Larissa Lana/ADUFOP

 

Nas questões jurídicas, foram esclarecidas dúvidas sobre adicional noturno, validação do diploma, evolução da carreira, nova regulamentação docente, lei do voluntariado no poder público, Funpresp, terceirização irrestrita, renovação do plano de saúde UNIMED.
A Festa anual ADUFOP foi legitimada nas assembleias. A entidade completa 36 anos em 2018 e o evento será no dia 9 de novembro (sexta-feira) no Buffet Sabor e Arte no bairro Saramenha em Ouro Preto, a partir de 21:30.

Em Mariana e em João Monlevade, uma sugestão da diretoria foi a criação de atividades culturais para aproximar os docentes dos Institutos, como as Quintas Culturais na sede da ADUFOP em Ouro Preto.
No decorrer da Assembleia no ICEB, o professor Gilmar Pereira de Souza, do Departamento de Química (DEQUI), mostrou interesse em participar do Grupo de Trabalho de Política Educacional.

Assembleia Setorial ADUFOP no ICEB – foto: Larissa Lana/ADUFOP

Também surgiram dois encaminhamentos: questionar à administração acerca do Encontro de Saberes (taxas de participação mais altas, obrigatoriedade para voluntários de projetos etc.); questionar a Pró-Reitoria de Graduação – PROGRAD, em relação ao aumento de carga horária nas grades dos cursos de licenciatura e o impacto disso no trabalho docente.

A iniciativa das assembleias tem como objetivo aproximar a entidade de sua base, ouvindo as demandas e conhecendo a realidade dos docentes em seus locais de trabalho.