ADUFOP reuniu docentes na comemoração do 35º aniversário da entidade

Um debate sobre o desmonte da Educação Pública e os desafios frente a atual conjuntura marcou a comemoração dos 35 anos de fundação da ADUFOP. O professor Gaudêncio Frigotto (UFF/UERJ) resgatou a história de luta da classe trabalhadora e os ataques que tem sofrido nos últimos tempos. “Há um golpe parlamentar, jurídico e midiático em curso que tem a capa da legalidade. Vivemos em um Estado de exceção com medidas avassaladoras para liquidar o fundo público e ampliar o privado”, disse o professor. Para ele a PEC do congelamento dos gastos é uma guilhotina geral porque impede o desenvolvimento e, principalmente, o crescimento das universidades públicas. As reformas da Previdência e do Ensino Médio e projetos como o Escola Sem Partido também entraram no debate. “Há várias medidas em curso que se complementam no sentido de restringir o espaço da universidade pública. Precisamos de sindicatos e organizações para atuar coletivamente na atividade política de reconhecer e lutar por nossos direitos e os jovens precisam entrar também nessa luta”, completou.
Seguido do palestra, os professores e professoras participaram do coquetel alusivo ao aniversário, ao som da banda Ouro Verde.